As vantagens de usar um anel vaginal

O anel vaginal é um anel de silicone, flexível, transparente, de superfície lisa e sem porosidade e, portanto, não absorvente. Sua forma e tamanho são pensados para facilitar sua inserção no canal vaginal, já que ele deve ser manuseado e inserido pela própria mulher – são cerca de 5 cm de diâmetro e 4 mm de espessura.

É um método anticoncepcional hormonal, ou seja, funciona liberando hormônios no organismo da mulher.

o anel é considerado um método combinado pois une o uso de dois hormônios femininos: progesterona e estrogênio, ambos encontrados nas fórmulas de pílulas anticoncepcionais.

Como ele funciona?

O anel funciona liberando os hormônios progesterona e estrogênio diretamente na corrente sanguínea. Isso impede que a mulher ovule e aumenta a espessura do muco cervical, dificultando, assim, a ascensão de espermatozoides.

Como aplicar?

Para o primeiro uso é aconselhável a instrução de um médico ginecologista acerca do melhor dia para inserir o anel. Para colocar o anel basta apertá-lo entre o polegar e o indicador, formando uma imagem semelhante a um 8, e o inserir no canal vaginal na vertical até alcançar uma região flexível e bem pouco sensível logo abaixo do colo do útero, o que evitará desconfortos.

O anel deve ficar nessa posição por 21 dias. Após esse período, ele deve ser retirado. A mulher então tem duas opções: substituir por um novo imediatamente, inibindo a menstruação; ou substituir após 7 dias, criando o intervalo no qual ela menstruará.

Quer saber quanto custa um Anel Vaginal?